Que fazer quando o monstro está em todo lugar?

Estamos começando o ano aos trancos e barrancos, enfrentando o monstro invisível que está lá fora, um inimigo sem rosto! Flávia Siqueira (Professora de Francês do LICOM-UERJ) lê um conto de Dayane Celestino! 

Day é escritora de suspense e ficção insólita, vencedora do Prêmio Aberst de Literatura em 2022, nas categorias “narrativa curta de ficção de crime” (com o conto “Rouxinol Quebrado”, autopublicado e disponível na Amazon) e “narrativa curta de suspense” (com o conto “Eu, Cassiana”, da antologia A Máscara de Prata, editora Luva).
É autora da novela policial Operação Plus Size. Adora escrever minicontos e publica alguns no perfil de Instagram @microcontei. Seu primeiro livro do gênero — Pedaços do Escuro — foi publicado em 2021, pela Editora Patuá.
Canceriana chorona e ansiosa, compensa essas fraquezas escrevendo textos incômodos.
Ama livros desde sempre, tanto que foi parar na Faculdade de Letras da USP, destino inevitável. Mestre e Doutora em Letras-Linguística também pela USP, atualmente é docente na Unicamp.
Seu conto “Vizinhos” foi finalista do Prêmio Odisseia de Literatura Fantástica, em 2021; já o conto “A Mão que me Assombra” foi finalista do Prêmio Aberst no mesmo ano.
Instagram: @day_celestino

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s